Isco: «Não vou entrar em polémicas... há muitos 'desbocados' por aí»

Jogador merengue falou após a vitória frente ao Sp. Gijón (2-3)

• Foto: EPA

Isco foi a grande figura do embate entre Sp. Gijón e Real Madrid (2-3). O médio dos merengues fez o primeiro e o último golo da partida, garantindo os três pontos ao líder do campeonato, depois de uma exibição de grande nível, ainda que prefira não se alongar em termos individuais.

"Quando entro em campo tento fazer o melhor para a equipa. Tive a sorte de ser decisivo e estou aqui para ajudar os meus companheiros. Não sou só eu, todos esperam a sua oportunidade. Não celebrei o meu primeiro golo porque estávamos a perder, era o empate. O último celebrei como merecia. O que se passa é que... Bem, não vou entrar em polémicas. Há muitos 'desbocados' por aí, eu falo dentro de campo e tento fazer o melhor. Falo muito pouco e tempo fazer o meu trabalho com profissionalismo. Estou muito feliz", afirmou Isco em declarações após o embate.

Como já vem sendo hábito, o futuro do jogador de 24 anos continua a ser alvo de especulação, mas Isco sabe bem como lidar com esses rumores. "Já disse isto muitas vezes, quero ficar aqui por muito tempo e espero que assim seja. Sempre deixei isso muito claro. Quero continuar aqui por muitos anos e não sei porque é que as pessoas ficam surpreendidas por dizer que quero jogar mais. Se achásse que não merecia, não dizia. Estou na melhor equipa do mundo, não existe um clube maior que o Real Madrid e sinto-me um privilegiado por estar aqui. Muitas vezes a imprensa interpreta mal as palavras e o que interessa é vender. Desde o início que digo que quero ficar em Madrid e no final será tomada a decisão correta. Quero ficar e vou fazer todos os possíveis para conseguir", frisou.

No que diz respeito à partida, o médio dos blancos reconheceu dificuldades mas sem deixar de salientar a qualidade da formação madrilena. "Tornaram-nos o jogo muito complicado. Não estávamos o jogar como devíamos, mas o espírito do Real Madrid é este, já o demonstrámos e voltámos a fazê-lo. É o ADN desta camisola, deste símbolo. Já provámos isso. O que funciona não se deve mudar. O mister é que faz o alinhamento e toma as decisões. O Zidane trabalha com este plantel de forma extraordinária e estamos a fazer muito bem as coisas", declarou.

Quando questionado relativamente à Liga dos Campeões, o médio espanhol mostrou ter as prioridades bem definidas. "Ser titular? Não sei, o mister é que decide. É verdade que não tenho tido muitas oportunidades na Champions mas aceito isso porque a equipa está muito próxima das meias-finais. O importante é passar, não é jogar", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Real Madrid

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0