Record

O Bandido que virou máquina de fazer dinheiro

colombiano Vale 11 vezes mais do que quando chegou ao FC Porto

O Bandido que virou máquina de fazer dinheiro
O Bandido que virou máquina de fazer dinheiro • Foto: AFP

James Rodríguez pode muito bem ser comparado a uma máquina de fazer dinheiro. A caminho do Real Madrid, o craque colombiano ameaça bater mais um recorde no seu processo de valorização, passando quase para o dobro. No total, as transferências à volta do seu passe vão ascender aos 130 milhões de euros. Tudo isto aos 23 anos.

Nascido na região colombiana de Tolima, James começou a jogar futebol no Envigado, transferindo-se aos 16 anos para os argentinos do Banfield. A mudança de país assinalou desde logo a valia do jovem, não apenas em termos desportivos mas também financeiros, dado que custou 280 mil euros ao emblema argentino.

Três temporadas no Banfield, com bom futebol à mistura, levaram o rebento colombiano a ser descoberto pelos olheiros do FC Porto, que não tardaram em trazê-lo para a invicta. Mais uma vez, o passe de James Rodríguez sofreu uma espantosa inflação e obrigou o clube de Pinto da Costa a gastar 7,35 milhões de euros na transferência transatlântica.

El Bandido para o principado

Chegado a Portugal, o avançado colocou-se à vontade e mostrou os seus dotes durante três anos, com o valor de mercado sempre a subir. Até que a entrada de um investidor estrangeiro no Monaco revelou-se decisiva: o clube do principado veio às compras a Portugal e levou, de uma assentada, James Rodríguez e João Moutinho, deixando 70 milhões de euros na Invicta. Os dragões informaram que 45 deles foram destinados ao passe do colombiano e os restantes 25 a Moutinho, num negócio algo polémico pela alegada desvalorização propositada do português devido aos compromissos que o FC Porto tinha com o Sporting sobre a venda do médio português.

Voltando a James, os valores envolvidos na transferência para o Monaco fizeram correr muita tinta, especialmente quando se tratava ainda de um jogador muito jovem, que seguia para um clube sem grande história internacional e que não ia sequer participar nas competições europeias. Certo é que, um ano depois, James deverá render aos cofres – já recheados – dos monegascos quase o dobro do dinheiro que nele despenderam. A transferência para o Real Madrid vai acontecer por valores a rondar os 80 milhões de euros, praticamente 11 vezes mais do que o FC Porto pagou para o trazer para a Europa.

As transferências de James Rodríguez:

*por oficializar.

Apesar da boa participação no Monaco (cumpriu 38 jogos e marcou 10 golos), a prestação no Campeonato do Mundo mostrou-se decisiva, com o colombiano a ser o melhor marcador da competição, com seis golos. E, com apenas 23 anos, o potencial de James estará ainda longe de estar esgotado, embora uma transferência futura acima dos atuais valores seja desenquadrada da realidade.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Real Madrid

Notícias

Notícias Mais Vistas