Campeão Monaco regressa ainda a meio gás

Sem os internacionais, Leonardo Jardim contou com 21 jogadores, entre eles Rony Lopes e Gil Dias

Gil Dias (esq.) foi uma das novidades no primeiro dia
• Foto: Getty Images

Muitas câmaras, um desfile de jornalistas e algumas novidades no plantel. Eis o Monaco versão 2017/18. Depois de uma das melhores temporadas da sua história, o campeão francês regressou ontem das férias num ambiente envolto em confiança e mediatismo bem diferente do vivido no passado recente.

Um arranque, contudo, a meio gás, já que muitos dos heróis da última época ainda não marcaram presença na sessão de abertura, como os internacionais Subasic, Sidibé, Mendy, Mbappé, Falcão e, claro, João Moutinho, que continua ao serviço da Seleção Nacional na Taça das Confederações. Ao todo, Leonardo Jardim contou com 21 jogadores, com particular destaque para os portugueses Rony Lopes e Gil Dias, que regressaram dos empréstimos ao Lille e Rio Ave, respetivamente, e dos reforços Benaglio – guardião que passou pelo Nacional –, Jordy Gaspar e Meité. Por seu lado, o ex-Barcelona Mboula só hoje se apresenta ao trabalho, enquanto Tielemans, a mais sonante contratação até ao momento – adquirido ao Anderlecht –, chegará apenas na próxima segunda-feira. Apesar da grande indefinição entre entradas e saídas, Jardim garante que "os objetivos mantêm-se". "O nosso projeto será idêntico. Queremos apostar na formação, ter qualidade de jogo e, acima de tudo, ganhar títulos", referiu o técnico português, garantindo estar "muito feliz" nos monegascos.

Mais 100 milhões à vista

Até ao momento, o mercado tem sido bem generoso para o Monaco. No principado já entraram 62,5 milhões de euros, muito graças a Bernardo Silva que, ao sair para o Man. City, protagonizou, para já, a maior transferência do defeso. No entanto, os cofres continuam abertos e em breve poderão receber mais uma quantia próxima dos... 100 milhões. É que, segundo a imprensa internacional, Fabinho está a um passo do Paris SG, por um valor que pode superar os 50 milhões de euros, enquanto o Chelsea estará determinado em desembolsar 40 milhões por Bakayoko. Tendo em conta que o Real Madrid continua a sonhar com Mbappé, este pode ser também um defeso histórico em termos financeiros.

Por Fábio Aguiar
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0