Carlos Freitas deixa o Metz

Português era o diretor desportivo do clube

• Foto: António Borga

Pouco menos de um ano depois de ter chegado ao Metz, clube no qual assumiu a posição de diretor desportivo, o português Carlos Freitas anunciou esta terça-feira a sua saída do emblema francês, alguns dias depois de ter assegurado a subida à Ligue 1.

"Vou partir para Portugal amanhã. Na segunda-feira entreguei o meu pedido de demissão ao presidente Bernard Serin e foi aceite. A decisão foi tomada há quase dois meses, antes da derrota com o Auxerre", disse, referindo-se ao desaire sofrido a 8 de abril.

"Os principais objetivos foram cumpridos: construir uma equipa, desenvolver jogadores - vendemos Bouna Sarr, Ben Youssef e Bussmann, três jogadores abaixo dos 20 anos. Infelizmente não conseguimos estabelecer uma matriz de jogo, mas isso não era óbvio. Tivemos dois treinadores, daí que tenhamos tido dois estilos de jogo, um grupo grande, que necessitou de ser reconstruído. Mas nunca duvidei que iríamos subir à Ligue 1. Saio com sentimento de dever cumprido", frisou.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.