Celtic e Rangers na liga francesa? Há quem sugira este cenário

Jean-Pascal Gayant garante que solução tem benefícios desportivos e financeiros para os clubes franceses... e escoceses

• Foto: Reuters

Jean-Pascal Gayant, professor de Economia na Universidade de Le Mans, sugere a integração do Celtic e do Rangers na liga francesa para proporcionar "um ambiente mais competitivo" na Ligue 1, que enfrenta uma crise financeira provocada pela pandemia da Covid-19 e também pelo insucesso na venda dos direitos de transmissão

Num artigo de opinião assinado no 'Le Monde', Gayant aponta também vantagens para o futebol escocês e refere que uma possível redução do número de equipas na Ligue 1 será benéfica. 

"A liga escocesa é um pouco instável. São 12 que se defrontam três vezes e ainda jogam mais 5 jogos para encontrar uma forma de acabar a época e tentar corrigir o desequilíbrio estrutural. Há 36 anos que o título não é conquistado por um clube que não seja de Glasgow. Abrir espaço para Celtic e Rangers na Ligue 1 parece-me uma oportunidade para o futebol escocês e para o futebol francês. Reduzir a Ligue 1 para 16 ou 18 equipas, com os dois clubes escoceses, criará um ambiente mais competitivo. Tendo aproximadamente a mesma folha de pagamentos distribuída por 16 ou 18 equipas, a qualidade média dos dos clubes vai melhorar e ainda haverá tempo para disputar os jogos europeus", sustenta o docente. 

Refira-se que esta solução apresentada poderá ter sido influenciada pelo processo de junção das ligas da Bélgica e Holanda, que foi recentemente aprovado pelos clubes belgas

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.