Liga francesa pede empréstimo para pagar direitos televisivos aos clubes

Imprensa gaulesa fala em 225 milhões de euros reltivos aos últimos dois meses da época

• Foto: Reuters

A Liga Francesa Profissional de Futebol (LFP) anunciou esta segunda-feira que vai solicitar um empréstimo, certificado pelo governo, para pagar aos clubes do primeiro e segundo escalão os valores que ficaram em falta dos direitos de transmissão dos jogos.

A edição 2019/20 da Ligue 1 foi suspensa no início de março, devido à pandemia da covid-19, e, na semana passada, acabou mesmo por ser cancelada, por ordem do governo francês, sendo que o título de campeão foi atribuído ao Paris Saint-Germain, que liderava confortavelmente a prova.

"Graças a este empréstimo, a LFP poderá pagar aos clubes da primeira e segunda divisão todas as quantias que não receberam pelos direitos televisivos", lê-se num comunicado do organismo.

A LFP não avançou o montante do empréstimo, que terá o estado francês como garantia, mas a imprensa local fala em cerca de 225 milhões de euros, referentes aos últimos dois meses da temporada.

Na semana passada, dias depois de o primeiro-ministro gaulês, Édouard Philippe, ter anunciado a impossibilidade de retomar a temporada dos desportos profissionais, incluindo a de futebol, devido ao novo coronavírus, o Conselho de Administração da LFP oficializou o encerramento dos dois escalões profissionais, a 'Ligue 1' e a 'Ligue 2'.

Ficou determinado que descem ao segundo escalão duas equipas, Amiens e Toulouse, da mesma foram que sobem outras duas à principal divisão, Lorient, ao qual foi atribuído o título de campeão da 'Ligue 2', e Lens.

Com a declaração de pandemia, em 11 de março, inicialmente alguns eventos desportivos foram disputados sem público, mas, depois, começaram a ser cancelados, adiados -- nomeadamente os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o Euro2020 e a Copa América -- ou suspensos, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais de todas as modalidades.

Os campeonatos de futebol de França e Holanda foram, entretanto, cancelados, enquanto países como Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal preparam o regresso à competição.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.063 pessoas das 25.524 confirmadas como infetadas, e há 1.712 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas