Record

Neymar: «Eles batem e eu jogo futebol»

Brasileiro volta a queixar-se da agressividade dos defesas adversários

A carregar o vídeo ...
Neymar
O jogo que o PSG realizou com o Rennes para a Taça da Liga de França está a fazer correr muita tinta. Neymar está a ser acusado de falta de fair-play, depois de ter estendido a mão para ajudar um adversário a levantar-se, retirando-a logo de seguida, mas o craque brasileiro recorda que foi fustigado com faltas durante todo o encontro.

"Eles batem e eu jogo futebol, eles sabem provocar e eu também sei provocar, jogo com a bola porque bater não sei. Nem sei defender... Eu defendo-me com a bola. Já sei que vão dizer ter  aquele discurso de sempre, vão dizer que sou bom jogador mas que provoco. Só que não adianta bater ou provocar, eu não vou perder a cabeça. Vou provocar ainda mais e fazer com que a minha equipa ganhe", disse Neymar no final do encontro.

O jogador já se tinha queixado antes do facto de o futebol francês ser demasiado defensivo, tendo inclusivamente demonstrado a alguns amigos a vontade de regressar a Espanha.

Sobre a questão de ajudar ou não o adversário caído, Neymar disse à imprensa brasileira que tudo não passou de uma brincadeira. "O futebol está meio chato, não podemos fazer nada, tudo vira polémica. Fiz uma brincadeira, fui cumprimentá-lo e tirei a mão, agora vão fazer polémicas, falar um monte de 'besteiras'. Faço isso com os meus amigos, por que não posso fazer com um adversário?" 

Quem não gostou da brincadeira foi o Rennes, que na sua conta do Twitter lembrou que o jogador que Neymar não ajudou esteve três meses parado devido "outro gesto vil"...

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas

M