Neymar estuda forma legal de deixar PSG e FIFA poderá fixar valor da transferência

Internacional brasileiro, cujo contrato não tem cláusula de rescisão, procura forçar saída de Paris

Mesmo depois de encerrada a janela de mercado de transferências, Neymar continua a tentar forçar a sua saída do PSG. Frustrado por não ter conseguido rumar a Espanha, nomeadamente ao Barcelona, Neymar estuda a forma legal de deixar o clube francês, com o qual tem contrato válido até 2022 e sem cláusula de rescisão.

De acordo com o 'Mundo Deportivo' desta quarta-feira, os advogados de Neymar pretendem evocar o regulamento da FIFA, artigo 17, sobre Estatuto e Transferência de Jogadores, que desde 2001 permite um  jogador rescindir o contrato de forma unilateral, mesmo sem justa causa. Nestes casos, o valor da rescisão será determinado em primeira instância pela FIFA.

Segundo a publicação espanhola, os advogados de Neymar pretendem recorrer à justiça para que o jogador possa deixar o PSG no verão de 2020, uma vez que nessa altura o internacional brasileiro já terá cumprido três anos do seu contrato. E tendo em conta a fórmula determinada pela FIFA, Neymar poderia deixar a capital francesa por um valor próximo dos 170 milhões de euros.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.