Tuchel e a ida de Neymar a Madrid: «Não gostei mas não sou polícia nem pai dele»

Brasileiro esteve na capital espanhola a assistir a jogos de ténis

Thomas Tuchel não ficou satisfeito por ver Neymar viajar esta semana para Madrid para assistir a jogos da Taça Davis, em ténis. O jogador brasileiro, que recuperava de uma lesão mas já está em condições para alinhar uns minutos amanhã, diante do Lille, chegou a Paris quarta-feira à noite, tendo treino marcado com a equipa para quinta de manhã.

"Que posso fazer? Não sou polícia, não sou pai dele, sou apenas o treinador. Treinou bem depois do voo. Como treinador gosto? Não, obviamente que não. Mas devo perder a cabeça por causa disto? Penso que não. Treinou bem. Foi muito profisisonal nas últimas semanas, trabalhou mais do que os restantes jogadores. Treinou com o grupo e individualmente. E tudo se correr bem pode jogar manhã. Logo decidiremos de manhã se começa como titular ou no banco", contou o técnico do clube campeão francês, em conferência de imprensa.

A intenção do treinador é que Neymar ganhe algum ritmo competitivo diante do Lille, para que depois possa ser opção para o encontro com o Real Madrid, na Liga dos Campeões. Mas o treinador não garante que o brasileiro vá jogar os 90 minutos nas duas partidas. 

Já Mbappé está em dúvida para a partida de amanhã. "O Kylian esteve a semana toda doente. Há que esperar, não sei se poderá jogar", avisou Tuchel.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.