Onda de solidariedade com treinador do Aston Villa deve 'afastar' Bruno Lage do cargo

Pai de Dean Smith, que morreu recentemente de Covid-19, era um steward no estádio e um adepto ferrenho do clube

• Foto: Reuters

Dean Smith, atual treinador do Aston Villa, deverá afinal manter-se cargo, caindo assim por terra a contratação de Bruno Lage. Há cerca de dois meses, Smith viu o seu pai Ron (79 anos) morrer após contrair Covid-19, o que gerou uma onda de apoio e solidariedade entre dirigentes e adeptos dos villains, que deve culminar com a continuidade do técnico, segundo apurou Record.

Isto porque Ron era um steward no estádio do clube, o Villa Park, e um adepto ferrenho que "passou o seu amor pelo clube aos filhos". Inclusivamente sucederam-se vários tributos a Ron nos dias seguintes à sua morte.

Como Record deu conta, Bruno Lage - sem clube depois de ser despedido do Benfica -, chegou a ter contactos com o Aston Villa, que garantiu a permanência na Premier League na derradeira jornada. De referir que Lage continuará a receber uma verba do Benfica até encontrar um novo clube.

Por Record
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Aston Villa

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0