Sakho ganha processo de difamação contra Agência Mundial Antidopagem

Defesa do Crystal Palace recebeu ainda uma indemnização e um pedido de desculpas da entidade

• Foto: Reuters

O futebolista francês Mamadou Sakho, do Crystal Palace, venceu em tribunal um processo de difamação contra a Agência Mundial Antidopagem (AMA), recebendo uma indemnização e um pedido de desculpas da entidade, avançou esta quarta-feira a Associated Press.

O defesa de 30 anos pedia uma compensação financeira de quase 18 milhões de euros à AMA, devido aos danos provocados pelos comentários da organização sobre o seu caso de doping em 2016, que acabou por ser arquivado, não tendo sido divulgados os valores da indemnização decretada pelo tribunal londrino onde correu o processo.

Sakho, que à data jogava no Liverpool (transferiu-se para o Crystal Palace em 2017), foi suspenso pela UEFA enquanto era investigado um caso em que testou positivo a substâncias ilícitas após uma partida da Liga Europa, acabou por falhar a final dessa competição em 2016 e, além disso, não foi selecionado pela seleção francesa para o Europeu, que decorreu em França, e que foi ganho por Portugal numa final contra a turma anfitriã.

"A AMA confirma que resolveu a disputa com Sakho", informou em comunicado a agência, acrescentando que "não houve admissão de responsabilidade".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Crystal Palace

Notícias

Notícias Mais Vistas