Jürgen Klopp e capitão do Liverpool lembram vítimas e tragédia de Hillsborough

Deixaram mensagens de apoio aos familiares das vítimas

• Foto: Instagram
O treinador do Liverpool, Jürgen Klopp, e o capitão de equipa, Jordan Henderson, deixaram esta quarta-feira mensagens de apoio aos familiares das vítimas da tragédia de Hillsborough, 31 anos após a morte de 96 adeptos.

Os incidentes aconteceram em 15 de abril de 1989, no Estádio de Hillsborough, em Sheffield, quando quase uma centena de adeptos morreu esmagada no recinto, que ultrapassou a sua capacidade um pouco antes do início do jogo da Taça entre Liverpool e Nottingham.

"Hoje assinala-se a data mais importante do nosso clube, a cada ano. Estava previsto que estivéssemos em Anfield, mas isso não é possível, o que podemos assegurar é que pensamos uns nos outros", disse o treinador alemão, citado pelo clube.

A pandemia da covid-19 parou o campeonato e limitou a possibilidade de reunião de pessoas, e, por isso, o tradicional encontro de adeptos e pessoas afetadas pela tragédia foi adiado para outra ocasião.

"Acreditem em mim, pensamos em vós, estão nas nossas orações e têm, sobretudo, o nosso amor. Nunca caminharão sozinhos", disse o treinador em referência ao hino do clube ('you'll never walk alone' em inglês).

"Hoje, o clube e todos nós, deveríamos estar reunidos para honrar em Anfield a vida de 96 pessoas que foram ver um jogo e nunca voltaram para casa", disse o capitão dos 'reds', Jordan Henderson.

 

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas