Futebol inglês defende diversidade racial e de género nas estruturas dos clubes

Quarenta emblemas já se comprometeram a aderir ao novo código de conduta

• Foto: Reuters

A Federação Inglesa de Futebol (FA) anunciou esta terça-feira a criação de um código de diversidade no futebol inglês, com o objetivo de integrar mais pessoas de géneros e etnias diferentes nas estruturas dos clubes profissionais.

Cerca de 40 clubes que competem nas divisões do futebol masculino e feminino, incluindo na Premier League, já se comprometeram a aderir ao novo código de conduta, que define, por exemplo, que quando os clubes estiverem a recrutar treinadores, devem preencher um quarto das vagas com pessoas negras, asiáticas ou multirraciais.

Por outro lado, os clubes terão de ter 15% de pessoas negras, asiáticas ou multirraciais em funções executivas, além de 30% de mulheres.

A adesão a este código é voluntária, mas todos os clubes que disputam o principal escalão já aderiram ao mesmo, com exceção do Southampton, que está a aguardar que a liga de clubes inglesa (Premier League) adote as medidas consagradas no código.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas