Adepto do Manchester City banido dos estádios por insultos racistas a Sterling

Episódio em dezembro de 2018 origina castigo válido por cinco anos

• Foto: Reuters

Um adepto do Manchester City foi esta sexta-feira banido dos estádios de futebol por cinco anos, por insultos racistas ao jogador Raheem Sterling, no decorrer de um jogo dos citizens, em 2018.

Em dezembro de 2018, no encontro entre o City e o Bournemouth, Ian Baldry, de 58 anos, insultou Sterling no momento em que o avançado foi festejar, junto às bancadas, o golo que tinha acabado de marcar.

Na altura, o adepto foi detido e acusado de racismo, depois de outros adeptos presentes no estádio do Manchester City terem relatado a ocorrência às autoridades policiais, sendo que o próprio Ian Baldry confessou, em setembro do ano passado, as ofensas de que foi acusado.

Além da sanção por cinco anos, o adepto do conjunto em que alinham os internacionais portugueses Bernardo Silva e João Cancelo foi condenado a realizar 200 horas de serviço comunitário e a pagar 170 libras (cerca de 200 euros) pelas custas judiciais do processo.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.