Adeptos aconselham Mourinho a afastar Rojo da equipa

Na sequência da derrota frente ao Feyenoord

• Foto: Getty Images

O estado de graça de José Mourinho no Manchester United chegou ao fim, na opinião de alguns comentadores em Inglaterra. O ponto de viragem indicado é a derrota na Liga Europa, em casa do Feyenoord (0-1), a segunda seguida, depois do desaire caseiro no dérbi com o City (1-2).

Mas esse jogo em Roterdão é também o argumento que uma facção da legião de adeptos dos red devils utiliza para aconselhar o treinador português a continuar a separação do 'trigo do joio', no processo de reconstrução do plantel.

Mourinho, que recorreu a um onze inicial alternativo para defrontar o Feyenoord, recebeu apoio apesar da derrota, em contra-corrente com alguns comentários e relatos na comunicação social britânica, e um ponto em comum ressalta de onda que tomou conta do Twitter: Marcos Rojo. O defesa ex-Sporting é apontado como mais um elemento a colocar de parte, definitivamente, pelo treinador.

Na opinião dos adeptos mais moderados, o internacional argentino não possui qualidade para jogar no Manchester United. Para outros, de linha mais dura, trata-se ainda de uma escolha do treinador anterior, Louis van Gaal, que joga sem empenho e determinação.

Rojo não fará parte do lote de futebolistas que José Mourinho terá indicado como dispensáveis, como Bastian Schweinsteiger ou Matteo Darmian (jogou em Roterdão), por isso será interessante ver se este continua a integrar as convocatórias, como até agora sucedeu, ainda por cima numa fase em que o lateral-esquerdo titular, Luke Shaw, apresenta problemas físicos.

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.