Antigo diretor do Manchester City lembra o dia em que fez proposta por Messi... por engano

Deliciosa história contada por Garry Cook, antigo CEO dos citizens

• Foto: EPA

Tal como o português, também o inglês pode ser aqui e ali uma língua bastante traiçoeira. Que o diga Garry Cook, antigo CEO do Manchester City, que em 2008, no início da sua passagem de três anos pelo clube, submeteu uma proposta oficial por Lionel Messi devido a uma confusão... linguística. A hilariante história foi contada pelo próprio Cook numa entrevista ao 'Athletic', na qual detalhou que toda a confusão começou numa chamada de conferência com Thaksin Shinawatra e Pairoj Piempongsant, na altura os dois homens fortes do Abu Dhabi United Group, o grupo que adquiriu o clube naquela altura.

"O Pairoj Piempongsant estava a ficar bastante irritado. O telefone estava na mesa e ele estava a falar com o Paul Aldridge, que tinha anteriormente estado no West Ham com alguns problemas e que também fazia parte do universo do Thaksin. Imaginem a cena: estava o Paul, com o seu sotaque londrino, a dizer 'Pairoj, tens de me dizer o que fazer, isto está a sair do nosso controlo'. Do outro lado, o Pairoj, sentado na sua espreguiçadeira a receber uma massagem, grita 'sim, sim, sim. Está tudo confuso, muito confuso ['messy', em inglês]'. Algo se perdeu na tradução e, juro pela minha filha que é verdade, percebi tudo como 'temos de contratar o Messi'", lembrou Garry Cook, que confundiu a palavra 'messy' (de confuso) com Messi (relativa ao jogador do Barcelona).

E o que fez Cook a seguir? Decidiu então tornar o (suposto) desejo do seu novo patrão numa realidade. Avançou com Paul Aldridge para a proposta junto do Barcelona, colocando em cima da mesa uma oferta de 70 milhões de libras (82 milhões de euros). "O Paul veio ter comigo e disse-me: 'Garry, isto está a ficar muito confuso, não sei para onde estamos a ir'. E eu respondi 'submete a proposta, vamos ver no que isto dá'. Vai daí, no dia seguinte liga-me o Dave Richards , da Premier League, a perguntar-me 'Garry, fizeste uma proposta pelo Lionel Messi? 70 milhões de libras? Estás doido?'", recordou o antigo dirigente.

Na altura, segundo detalhou Cook, o Barcelona até pensou que a proposta era 'verdadeira', mas tudo não passou mesmo de uma confusão linguística e Messi ficou mesmo nos catalães, enquanto que os citizens nesse ano avançaram para um forte investimento em vários jogadores (157 milhões de euros no total), com o mais caro a ser o brasileiro Robinho, numa transferência feita por 43 milhões de euros.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.