Árbitro do Liverpool-United vive a 10 quilómetros de... Old Trafford

Premier League ao rubro com nomeação polémica

• Foto: Getty Images

O nome de Anthony Taylor dirá pouco à maioria dos adeptos de futebol. Mas se dissermos que se tratar de um árbitro e a isso acrescentarmos que foi nomeado para o Liverpool-Manchester United, de segunda-feira (20 horas), o caso muda de figura, pois a mediatização do clássico inglês leva a que o profissional - e o homem-  sejam sujeitos escrutínio rigoroso. Tudo normal, não fosse Taylor natural de Wythenshawe, parte integrante da grande Manchester. O árbitro vive a menos de 10 quilómetros de Old Trafford, estádio do United.

A nomeação causou, por isso, enorme contestação por parte dos adeptos do Liverpool, os quais viveram uma situação semelhante em 2013 quando Lee Mason, natural de Bolton, que fica a 17 quilómetros de Manchester, foi escolhido para arbitrar o embate fora-de-casa com o City, que terminou numa derrota por 2-1, no final de dezembro desse ano.

A situação foi contestada por Brendan Rodgers e o treinador dos reds na altura acabou mesmo multado em 8 mil libras (9.558 euros, de acordo com o câmbio em dezembro desse ano) pelos comentários que fez, nos quais se limitou a constatar um facto à vista de todos e que a própria entidade que integra os árbitros de elite, a Professional Game Match Officials Limited (PGMOL), assinalou como indesejável.

Keith Hackett, antigo presidente da PGMOL, referiu-se em abril a esta mesma questão, assegurando: "No início de cada temporada os dados referentes a cada árbitro são auditados. Todos eles preenchem formulários onde indicam que equipa apoiam, o histórico respetivo no caso de terem jogado futebol e as moradas onde residem. Isso dá-nos uma imagem perfeita quando se faz as nomeações. Trata-se de assegurar, por exemplo, que não são nomeados árbitros de Sheffield para jogos que envolvam equipas de Sheffield."

Aguarda-se uma reação da PGMOL a esta situação depois da onda de contstação que tomou conta das redes sociais na segunda-feira. Recorde-se que na temporada passada foi feita uma alteração à nomeação para um jogo entre o Tottenham e o Stoke City, porque o árbitro Kevin Friend é assumidamente adepto do Leicester, clube que disputava o título com os spurs.

Por fim, refira-se que Taylor se afirma como adepto do Altrincham, clube que milita na National League North, e que nos sete jogos da Premier League que arbitrou esta temporada mostrou 23 cartões amarelos.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.