As novas exigências de Luis Enrique no Arsenal ultrapassam os 225 milhões de euros

Treinador espanhol quer garantias antes de assinar contrato

• Foto: EPA

Luis Enrique é um dos nomes mais falados para suceder a Arsène Wenger no comando técnico do Arsenal e esta terça-feira o 'The Sun' revela novas exigências do treinador espanhol para assumir o cargo, ao qual também é apontado o português Rui Faria, adjunto de José Mourinho. 

Segundo a publicação britânica, Luis Enrique quer a garantia de ter qualquer coisa como 200 milhões de libras (ou 227,5 milhões de euros) para comprar jogadores, já que pretende fazer uma autêntica revolução no plantel dos gunners. Apenas Pierre-Emerick Aubameyang e Alexandre Lacazette têm os lugares seguros, todos os restantes jogadores são considerados dispensáveis para o técnico espanhol, que ao serviço do Barcelona conquistou dois campeonatos, uma taça do rei e três supertaças de Espanha, além de uma Liga dos Campeões, uma Supertaça europeia e um campeonato do Mundo de clubes. 

Na última semana, a imprensa britânica referia que Luis Enrique estaria disposto a aceitar o cargo de treinador do Arsenal num negócio a rondar os 17 milhões de euros/ano de salário. Agora as exigências chegaram a outro patamar.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.