Bruno Fernandes quebra silêncio sobre a suposta discussão com Solskjaer

Médio português do Manchester United esclarece alegada polémica com o treinador norueguês

• Foto: Luís Manuel Neves

Bruno Fernandes esclareceu esta quarta-feira, após o triunfo da Seleção Nacional sobre a Suécia por 3-0, em jogo da Liga A, a suposta discussão com Ole Gunnar Solskjaer após a goleada sofrida diante do Tottenham, de José Mourinho.

Em declarações à Sport TV, o internacional português descartou qualquer mal entendido com o treinador norueguês, agradeceu o crédito dado desde o momento em que foi contratado ao Sporting e deixou um aviso para quem tentar "desestabilizar" o balneário dos red devils.

"Acho que ultimamente tem-se especulado muita coisa em relação a isso. Primeiro, foi uma discussão com os companheiros de equipa, como isso não colou foi com um companheiro só [o suposto incidente com o ex-Benfica Victor Lindelöf], como isso também não colou agora é com o Solskjaer. Acredito que é uma forma de desestabilizar um bocadinho o grupo", começou por dizer o médio português na 'flash-interview', negando qualquer veracidade sobre uma suposta discussão com o técnico no momento em que foi substituído. 

"Aquilo que foi dito em nada é verdade até porque fui substituído ao intervalo por opção técnica, é verdade, onde o treinador me disse que o jogo estava acabado e que teríamos muitos mais pela frente. Compreendi, claro que não fiquei satisfeito em sair, mas em nada naquele momento falei ou disse qualquer coisa que pudesse prejudicar o grupo. Até depois do jogo o treinador me mandou uma mensagem a desejar boa sorte para a Seleção. [No balneário no final do jogo] Perguntou-me, a mim e a mais dois ou três jogadores, se achávamos que tínhamos necessidade de dar uma palavra à equipa, de apoio, de suporte, ninguém quis falar porque o momento não era o melhor", continuou, antes de agradecer a aposta do técnico que o levou para Old Trafford.

"Só tenho de estar grato ao treinador porque foi ele que me quis, foi ele que acreditou em mim e as táticas que usa são perfeitas para mim. Por isso, escusam de tentar inventar desculpas, se alguém quer tentar arranjar confusão dentro do Manchester United que não use o meu nome nem o dos meus colegas ou do treinador. O ambiente está bom, obviamente que depois de uma derrota ficámos tristes, mas temos de dar uma resposta já no próximo jogo", concluiu.

Por Sérgio Magalhães
17
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.