'Calamidade' James defende Bravo e acha que Guardiola fez bem em despachar Hart

Antigo guarda-redes do City e de Inglaterra tem opinião diferente dos adeptos

Bravo não esconde o desalento após nova má exibição na defesa da baliza do Manchester City
• Foto: Reuters

O Manchester City continua longe do que se esperava que produzisse com a chegada de Pep Guardiola e o elevado número de golos sofrido pela equipa é motivo de várias críticas, direcionadas sobretudo ao guarda-redes Claudio Bravo, que o treinador espanhol insistiu em contratar para o lugar do então títular Joe Hart - uma decisão que mobilizou os adeptos citizens em apoio ao internacional inglês.

Por estranho que possa parecer, essa não é a opinião de David James, que também defendeu a baliza do City e da seleção de Inglaterra. "Se me tivessem perguntado se foi uma boa decisão antes de ter acontecido, teria dito: 'não, o Joe merece uma oportunidade para poderem comprovar se não é suficientemente bom no que quer que seja que pretendem dele'", começou por afirmar o antigo guarda-redes - que ganhou a alcunha de 'calamidade' ['calamity'] devido aos erros que cometia... frequentemente - em declarações ao portal 'Squawka', justificando: 

"Contudo, tendo em conta o estilo de jogo que o Pep pretende - ao qual se mantém agarrado, apesar de todas as críticas -, os pontos fortes do Bravo comparados com os do Joe são bastante diferentes. O principal ponto forte do Bravo é a habilidade com os pés. A sua qualidade de passe é mesmo, mesmo muito boa. E quando se vê que ele está a fazer algo que o treinador pretende e o faz melhor do que qualquer outro, percebe-se por que é que o Joe não jogava. E ter o Joe como número 2 não fazia qualquer sentido."

"Sem qualquer dúvida que acho que o Bravo tem sido fortemente criticado. Infelizmente, e esta é a forma como o futebol é - eu sei bem como é -, é preciso haver um bode expiatório e o guarda-redes é o elo mais fraco. Por um motivo ou por outro, a equipa não está a fazer o que o treinador pretende e ao nível que ele exige, caso contrário estaria na liderança da Premier League. Inevitavelmente, e devido ao sistema de jogo que privilegia o ataque, a equipa torna-se vulnerável na defesa e penso que o Bravo sofreu muitos golos quando o que sucedia é que tinha sido exposto", encerrou.


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.