Carvalhal diz ao problemático Abraham para pôr os olhos em... Cristiano Ronaldo

Treinador do Swansea necessita do jovem avançado devido à lesão de Bony

O mercado de inverno fechou a 31 de janeiro e três dias depois o Swansea perdeu dois jogadores até final da temporada, sendo que um deles, Wilfried Bony, desfalca o já de limitado setor atacante. Carlos Carvalhal fica apenas com Jordan Ayew e Tammy Abraham, este último um jovem de 20 anos que o Chelsea emprestou aos swans e que já acumula alguns problemas comportamentais no ainda curto currículo.

O técnico português, obrigado a gerir o que tem em mãos, recorreu ao exemplo de Cristiano Ronaldo para tentar motivar Abraham. "Tudo depende sempre da personalidade de cada jogador. Todos vêm de mundos, meios e locais diferentes. Os princípios são diferentes. Tudo isso é importante. Quando um miúdo possui talento para  ser um futebolista de topo há um caminho que tem de seguir e se tiver princípios e dedicação chega ao mais alto nível", começou por dizer Carvalhal, prosseguindo no enquadramento da situação antes de dar o exemplo do campitão da Seleção Nacional:

"Há muitos exemplos de jovens com enorme talento aos 19, 20 ou 21 anos que prometeram muito mas perderam-se no caminho e nunca chegaram a ser grandes jogadores. Alguns deles eram mais talentosos que os os melhores do Mundo. Tudo isto depende de cada mundo e das pessoas envolvidas. Uma pessoa pode dar um contributo ou um mau contributo." 

"Olhem para o exemplo do Cristiano Ronaldo. Ele vem de uma família e de uma terra pobre, mas com os princípios que teve no Sporting, com o apoio do clube e da família... Vemos o Ronaldo agora com 32 anos, mas aos 21 ou 22 nunca ouviram falar que ele se envolveu numa briga numa discoteca, ou em problemas", reforçou, encerrando: 

"Isto é díficil quando se ganha muito dinheiro com 20, 21 ou 22 anos, e se é rico. Mas ele continua a ser o mesmo rapaz, trabalhando da mesma forma, com a mesma atitude e isto deve-se aos princípios transmitidos pela família e pelo clube. Outros na mesma situação perdem-se por esse caminho, querem divertir-se, querem vida noturna e perdem-se."

Além de problemas de ordem disciplinar, Abraham envolveu-se num acidete de trânsito há um ano quando estava emprestado ao Bristol e ficou a saber-se que não tinha carta de condução válida nem seguro. O avançado foi de novo notícia em setembro quando se especulou sobre a possibilidade de passar a representar a Nigéria, depois de ser internacional nas camadas jovens de Inglaterra - Gareth Southgate acabou por o convocar e utilizar em dois particulares em novembro, resolvendo a questão.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.