Championship: Castelo com vista para a Premier

Newcastle é o favorito à subida

Aperte bem os cintos porque emoção não faltará ao Championship 2016/17, visto como o campeonato da 2ª divisão de Inglaterra mais apaixonante dos últimos anos. Senão, atente-se: 20 dos 24 clubes não escondem o sonho de querer subir à Premier League; um nível de investimento apenas superado pelas cinco grandes ligas europeias; presença de vários clubes com história rica no escalão principal; e, pela 1ª vez na história, estão presentes dois clubes antigos campeões europeus (Aston Villa e Nottingham Forest) assim como treinadores (Rafa Benítez e Roberto di Matteo). Todos querem subir à varanda que dá acesso à... Premier League.

E essa varanda será, certamente, num castelo. Tudo porque o despromovido Newcastle é o grande favorito à vitória pelos argumentos fortes que apresenta. Desde logo o experiente Rafael Benítez e um plantel recheado de bons jogadores reforçado com investimento de... 50 milhões de euros. O Newcastle aposta forte por ter a noção de que a concorrência é maior do que nunca.

Logo atrás do Newcastle surge o também despromovido Aston Villa que também recrutou um técnico que já atingiu a glória na Champions: Di Matteo. Os villans abriram igualmente os cordões à bolsa – com a chegada de Ross McCormack são 29,1 milhões de euros – e só pensam na subida direta. Norwich, Derby County, Sheffield Wednesday de Carvalhal e Brighton são apontados, por esta ordem, pela imprensa inglesa para ocuparem os lugares do playoff.

Os organizadores da competição esperam recuperar esta época o 6º lugar na média de assistências das principais ligas europeias, perdido na época passada para a 2ª liga alemã [ver infografia], até por haver sinais nesse sentido: 18 dos 24 clubes viram os adeptos comprarem 80 por cento dos lugares cativos nos estádios. A luta pela chegada à varanda com vista para a Premier arranca hoje com o Fulham-Newcastle...

Wolverhampton tem marca nacional

Se na época passada, o Sheffield Wednesday era o único clube com portugueses, neste defeso foi a vez do Wolverhampton apostar na marca futebolística do... campeão europeu. Com a ajuda de Jorge Mendes, o clube adquirido por um consórcio chinês garantiu os empréstimos dos benfiquistas João Teixeira e Hélder Costa, além do experiente Sílvio, que rescindiu com o Atlético Madrid e também salta diretamente da Luz.

O quarteto do Sheffield, formado por Filipe Melo, Semedo, Marco Matias e Lucas João está agora mais acompanhado no Championship, graças ao trio do Wolverhampton – que pode nem ficar por aqui no que toca à aposta em portugueses. Depois, Ivo Pinto desceu pelo Norwich e Hildeberto Pereira rumou ao Nottingham. Só mesmo este último não deve sonhar com a subida. 

Por Hugo Neves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.