Clubes britânicos vão oferecer bilhetes aos profissionais de saúde

Brighton e Bournemouth foram os pioneiros da iniciativa

• Foto: Lusa/EPA

O Brighton e o Bournemouth estão a promover uma campanha junto de outros clubes da Liga inglesa para oferecerem 100 mil bilhetes para jogos aos profissionais do sistema de saúde, que combatem a Covid-19.

A iniciativa partiu do Brighton, que pretende entregar aos trabalhadores do sistema nacional de saúde 1.000 bilhetes para jogos, apelando que outros clubes, da Liga, das divisões inferiores, da Escócia e da Irlanda do Norte, façam o mesmo.

Um apelo a que o Bournemouth respondeu de imediato, com uma oferta "mínima" de também 1.000 bilhetes.

"Sentimos que é um pequeno gesto, com o qual demonstramos a nossa gratidão ao pessoal do serviço nacional de saúde (NHS), que está na linha da frente a combater, em nome de todos nós", disse Paul Barber, diretor do Brighton.

Entretanto, o Watford, do médio português Domingos Quina, anunciou esta quarta-feira ter posto o seu estádio, o Vicarage Road Stadium, ao serviço do sistema nacional de saúde, tendo em conta a proximidade com o Hospital Central de Watford.

"Temos que esquecer o futebol agora e concentrarmo-nos em fazer tudo o que for possível para ajudar o NHS e, em particular, o Hospital Central de Watford", assinalou o presidente do clube, Scott Duxbury.

O NHS no condado de Hertfordshire, cuja capital é Watford, tinha pedido "mais instalações" fazer frente à pandemia.

"O apoio do clube permite-nos gerir com maior segurança, estamos agradecidos por esta ajuda nestes momentos difíceis", indicou a conselheira delegado do condado, Christine Allen.

No Reino Unido estão confirmados 8.077 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus e 422 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 226.000 casos, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.820 mortos em 69.176 casos registados até terça-feira.

Em Portugal, há 33 mortes e 2.362 infeções confirmadas. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.