Conte disposto a assumir 'maldição' do despedimento se for campeão

Comentário face ao que sucedeu com Ranieri

• Foto: Reuters

O treinador italiano Antonio Conte, do Chelsea, considerou esta sexta-feira que seria capaz de se expor com alegria à maldição dos campeões na liga inglesa, caso isso significasse que os 'blues' conquistariam o título.

A conversa de Conte seguiu-se ao despedimento na quinta-feira do treinador italiano Claudio Ranieri, que conduziu há nove meses o Leicester a um inesperado e inédito título de campeão na 'Premier League'.

A saída do italiano após a conquista não é caso único em Inglaterra, depois de o mesmo ter acontecido a José Mourinho em dezembro de 2015, depois de levar o Chelsea ao título, ou de Manuel Pellegrini, que ainda resistiu dois anos após vencer também com o Manchester City, em 2014.

O italiano Roberto Mancini, de quem se fala como possível treinador do Leicester, é outro dos casos, depois de ter sido afastado do Manchester City um ano depois de ter sido campeão, em 2012.

"Primeiro de tudo penso que o mais importante é terminar a época da melhor maneira e se formos capazes de alcançar esse sonho - para mim e para os jogadores -, então estou preparado para enfrentar esse risco", disse Conte.

O Chelsea, que recebe no sábado o Swansea City, lidera o campeonato, com 60 pontos, mais oito do que o Manchester City, e dez em relação a Tottenham e Arsenal.

"Faltam 13 jogos para o final da época e queremo-nos manter no topo da tabela. Não será fácil, mas estou disposto a assumir o risco, o que significaria que ganharíamos a Liga", reiterou Conte em relação ao paralelismo entre ser campeão e ser despedido.

O técnico italiano aproveitou também para ironizar e lembrou que esta época já foi "despedido" pelas casas de apostas.

Em relação a Claudio Ranieri, seu compatriota, Conte disse lamentar muito, não só porque é um amigo seu, mas também por ser um bom homem.

"E é também um muito bom treinador. Alcançou um sonho, ao conquistar o título", acrescentou, revelando que telefonará a Ranieri, também para lhe demonstrar a sua solidariedade neste tipo de situação.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas