Eriksson lembra altura em que Ferguson prometeu matá-lo: «Naquele dia pensei que ia morrer»

Antigo selecionador inglês recordou episódio, com o na altura treinador do Man. United, por causa de Rooney

• Foto: Reuters

Sven-Goran Eriksson, antigo selecionador inglês, lembrou, em entrevista ao 'The Times' o momento em que Alex Ferguson, antigo treinador do Manchester United, prometeu que ia 'matá-lo' por ter convocado Wayne Rooney para o Campeonato do Mundo de 2006, altura em que o avançado inglês encontrava-se lesionado.

"Com o Alex [Ferguson] o mais fascinante é que ele estava sempre zangado. Eram sete da manhã quando ele me ligou e, como qualquer pessoa normal, em vez de dizer: 'Olá Sven, tudo bem contigo?' não, ele começava logo aos gritos no telemóvel. Naquele dia pensei que ia morrer, ele disse-me: 'Eu vou matar-te. Estás feito comigo. Não convoques o Rooney senão eu mato-te'. O que está certo está certo, mas o que está errado também está errado, então assim que ele me disse isso eu só disse: 'Alex, eu vou convocar o Rooney. Agora tem um resto de um bom dia, adeus'", afirmou, este domingo, o treinador sueco, citado pela imprensa inglesa.

Relembre-se que na altura o avançado inglês encontrava-se com uma lesão grave no metatarso, facto que o tinha colocado como quase baixa para o Mundial, mas que Sven-Goran Eriksson decidiu ignorar.

Por Sérgio Magalhães
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.