Ex-adjunto de Van Gaal diz que Mourinho teve papel "escandaloso" na sucessão do holandês

Stuivenberg frisa que o português sempre se disse amigo do antecessor no United

• Foto: Reuters

O antigo adjunto de Louis van Gaal no Manchester United, Albert Stuivenberg, classifica como "escandaloso" o comportamento de José Mourinho no processo de sucessão do veterano treinador holandês, criticando também o clube inglês pela forma como terá deixado passar para a comunicação social a informação da demissão, logo após a conquista da Taça de Inglaterra, a 21 de maio de 2016.

"Poucos minutos depois, estava tudo nos media. É um facto e é, obviamente, bizarro ", disse Stuivenberg, em entrevista ao programa 'De Tafel van Kees', da Fox Sports Holanda, questionando depois o relacionamento que Mourinho sempre reclamou ter com Van Gaal, o qual vem dos tempos em que foi adjunto do holandês no Barcelona, entre 1996 e 2000.

"Falo por mim, acho que foi escandaloso", frisou Stuivenberg, que é agora treinador do Genk, adiantando que esperava outro tipo de atitude por parte de Mourinho, pois seria o normal da parte de quem se "considera amigo de alguém" ou "reclama ter um relacionamento especial com alguém".

O Manchester United anunciou a saída de Van Gaal a 23 de maio de 2016, apresentando Mourinho como sucessor do holandês quatro dias depois, o que levou Stuivenberg a dizer com ironia "talvez eu seja muito ingénuo", deixando no ar que o clube inglês e o treinador português tinham um acordo estabelecido muito antes do que foi comunicado oficialmente.

Por António Espanhol
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.