Federação inglesa abre processo a guarda-redes do Crystal Palace por saudação nazi

Wayne Hennessey vai responder por "conduta imprópria"

• Foto: Reuters

A Federação Inglesa de Futebol (FA) abriu um processo disciplinar ao guarda-redes Wayne Hennessey, alegando "conduta imprópria" do jogador do Crystal Palace por este ter, supostamente, aparecer numa fotografia a fazer uma saudação nazi.

A FA considera que o guardião internacional galês, de 31 anos, fez um "gesto abusivo e/ou insultuoso e/ou impróprio e /ou trouxe vergonha à modalidade", acrescentando que o atleta "violou, gravemente, o regulamento" da entidade, ao "fazer referência à origem étnica e/ou raça e/ou religião e/ou crença".

No início do mês, num jantar do plantel do Crystal Palace, o alemão Max Meyer publicou uma fotografia nas redes sociais em que Wayne Hennessey parece fazer uma saudação nazi.

Na altura, o guarda-redes galês afirmou que o gesto foi "uma coincidência" e que, naquele momento, apenas estava "a acenar e a gritar para que a outra pessoa se despachasse a tirar a fotografia".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.