Ferguson não vê ninguém capaz de bater Rooney

Escocês destaca recorde goleador do ex-pupilo no Manchester United

• Foto: Reuters
Wayne Rooney chegou ao Manchester United, em 2004, pela mão de Alex Ferguson, que não teve dúvidas em pagar 37 milhões de euros pelo, então, jovem de 18 anos que alinhava no Everton. Agora, depois do internacional inglês ter apontado o 250.º golo pelos red devils (recorde do clube), o antigo treinador escocês não vê ninguém capaz de bater a marca do ex-pupilo, que superou o máximo que estava na posse de Bobby Charlton desde 1973.

"Bem, penso que o recorde aguentou 44 anos e quando Wayne Rooney chegou ao clube nunca poderia ter imaginado que alguém pudesse bater bater o registo de Sir Bobby. Por isso, este feito é impressionante. Ele tem cerca de 200 jogos menos do que Bobby [Charlton] e isso torna tudo ainda mais fantástico", referiu Ferguson, agora com 75 anos, em declarações ao canal televisivo do Manchester United.

"Penso que ninguém conseguirá superar Wayne. Não posso dizer nunca, mas se olharmos ao futebol atual, o Manchester United é um dos poucos clubes que pode manter jogadores por mais de 10 anos. É mais difícil do que nunca mas temos muita sorte, pois se olharmos para o meu tempo, e mesmo durante o período de Sir Matt Busby, tivemos muitos jogadores que ficaram mais de 10 anos. Wayne é um deles. Mas, na atualidade, vemos isso acontecer com cada vez menos frequência", lembrou ainda o escocês.

Ainda assim, Ferguson não resistir a recordar o que José Mourinho já havia referido. "Mourinho mencionou o jovem Marcus Rashford e ele tem que marcar mais de 20 golos por época nos próximos 10 anos e isso é difícil", sublinhou o antigo técnico dos red devils, garantindo que Rooney valeu todos os cêntimos pagos por ele em 2004: "A única forma de analisarmos a sua valia é o tempo que ele está no clube. A única coisa que sabíamos quando ele tinha 18 anos era que tinha um enorme potencial. Se conseguíssemos ficar dez anos com ele, todos aqueles milhões não eram nada. E foi assim que aconteceu..."
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas