Guardiola responde a Mourinho e Klopp: «Fomos afetados e devem pedir-nos desculpa»

Técnico espanhol reage às palavras dos dois técnicos a propósito da decisão do TAS

• Foto: Reuters

A decisão do TAS em ilibar o Manchester City de qualquer irregularidade no que ao Fair Play Financeira diz respeito deu naturalmente bastante que falar, com grande parte dos treinadores rivais a não concordarem com o que foi decidido. José Mourinho e Jürgen Klopp foram dois dos técnicos que expressaram a sua surpresa, com comentários que não parecem ter agradado particularmente a Pep Guardiola.

"O José e os outros treinadores devem saber disto: fomos afetados e devem pedir-nos desculpa. Se tivéssemos feito alguma coisa de errado teríamos aceite a decisão da UEFA, porque nesse caso tínhamos feito algo de errado. Não esperamos que Liverpool, Tottenham, Arsenal, Chelsea ou Wolves nos defendam, porque nós temos o direito de nos defendermos quando acreditamos que fizemos o correto, algo que três juízes independentes concordaram", começou por apontar, em conferência de imprensa.

"Estou incrivelmente feliz pela ecisão. Mostra que tudo o que se disse do clube não é verdade. O que ganhamos no campo defendemos no campo. As pessoas não percebem o quão difícil é para as pessoas do clube estarem sob suspeita. Agora ficou provado em tribunal e vamos para o relvado de novo. Hoje é um bom dia, tal como ontem, porque nós jogamos pelas mesmas regras de todos os clubes da Europa. Se tivéssemos quebrado o FFP, teríamos sido banidos, mas tínhamos de nos defendermos, porque estávamos certos. Podemos jogar na Champions no próximo ano porque aquilo que fizemos foi correto. Têm de o aceitar, ir para jogo e jogar contra nós", finalizou.

Por Fábio Lima
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0