Heung-Min Son despenalizado após a entrada que lesionou André Gomes

Avançado do Tottenham tinha visto o cartão vermelho, decisão agora revertida

A carregar o vídeo ...
Lesão arrepiante de André Gomes: adversário ficou a chorar

O cartão vermelho a Heung-Min Son, mostrado pela entrada que lesionou André Gomes no Everton-Tottenham, foi revertido. A decisão foi tomada por um painel independente destacado para a analisar o caso após recurso dos spurs e, desta forma, o avançado poderá atuar já no próximo jogo nas competições nacionais.

A informação foi transmitida pela própria Federaçao Inglesa, que no domingo, num comunicado, havia dito que Son fora admoestado com um vermelho por ter "colocado em risco a integridade de um adversário". O internacional sul-coreano mostrou-se muito transtornado por ter lesionado André Gomes (fraturou o tornozelo direito e entretanto já foi operado, numa cirurgia que correu "extremamente bem", de acordo com o Everton) e não aguentou as lágrimas em pleno relvado. 

A reacção dos adeptos à lesão de André Gomes
Refira-se que o Everton informou esta terça-feira que André Gomes já deixou o hospital e que agora o jogador vai iniciar a recuperação com o departamento médico do clube. "Na sequência da bem-sucedida cirurgia de ontem, o André Gomes teve alta do hospital e vai dar continuidade à reabilitação com a nossa equipa médica", pode ler-se na comunicação dos 'toffees', divulgada nas redes sociais.

Onda de solidariedade

O desespero de Son Heung-min após a grave lesão de André Gomes
As imagens de agonia e sofrimento de André Gomes não deixaram ninguém indiferente. Foram várias as mensagens de apoio ao médio do Everton após a grave lesão sofrida frente ao Tottenham que resultou na fratura do tornozelo direito.

"As rápidas melhoras André Gomes. Vais voltar ainda mais forte", escreveu Cristiano Ronaldo nas redes sociais. Foram, aliás, muitos os jogadores que fizeram questão de mostrar o seu apoio. De Pizzi a Ivan Cavaleiro, passando por Rakitic e Iniesta. "Muito ânimo e uma rápida recuperação", disse o antigo capitão do Barcelona. Todos quiseram mostrar que o internacional português não está sozinho.

Para trás ficam os momentos dramáticos vividos no relvado. "Alguns jogadores estavam quase a chorar e o André estava em choque. Os seus olhos arregalaram-se e não parava de gritar", contou Cenk Tosun.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.