Ibrahimovic revela que conquistou Inglaterra em... "três meses"

Avançado acredita que o United terá papel importante na segunda metade da temporada

• Foto: EPA

O sueco Zlatan Ibrahimovic, que foi contratado pelo Manchester United no verão, diz que precisou de apenas três meses para conquistar Inglaterra. O avançado soma 13 golos na Premiel League - os mesmo que Alexis Sánchez (Arsenal) -, a apenas um de Diego Costa (Chelsea), o líder dos melhores marcadores.

"Se coletivo funcionar bem, então individualmente as coisas vão também correr bem. Vou tentar ajudar a equipa fazendo aquilo em que sou bom, que é marcar golos e criar oportunidades para os meus companheiros. Desde que faça isso estarei a ajudar a minha equipa. E o mesmo é válido para eles, que me ajudam da forma como podem, também em nome da equipa. Não tenho metas individuais, porque essas já as atingi, após três meses em Inglaterra. Depois de conquistar Inglaterra. Levou-me três meses", salientou o avançado em entrevista ao site do United, recusando a ideia de estar numa corrida para chegar à liderança da tabela dos melhores marcadores:  

"Não estou em perseguição de ninguém. Estou a perseguir, sim, o principal troféu, o da Premier League. Esse sim é o meu objetivo. As coisas individuais vêm com esse objetivo principal, porque se tratar de uma espécie de bónus para cada um dos jogadores."

Nessa caminhada, um triunfo no domingo, na receção ao Liverpool, deixaria os red devils a apenas dois pontos do arqui-rival, liderado por Jürgen Klopp, e Ibrahimovic destaca que seria um tónico para motivar ainda mais a equipa liderada pelo treinador José Mourinho a atingir o objetivo de ficar nos quatro primeiros da Premier League:

"Andámos a perder, a empatar e a ganhar, com altos e baixos. Nos últimos tempos temos vencido e somos uma equipa mais estabilizada. O treinador encontrou a sua base de trabalho, o que não é fácil quando se chega a um novo clube e queres colocar em campo a tua filosofia, o teu jogo e a forma como queres que as coisas sejam." 

"Digo isto desde o início da temporada. Devagar, aos poucos, vamos melhorar e encontrar o que 'click' que nos falta. Era preciso que, como equipa, tivessesmos esse 'click'. Agora podemos ver a identidade da equipa. Mas acho que podemos fazer ainda melhor. E vamos conseguir. Estamos a trabalhar no duro para isso", acrescentou o avançado, encerrando:

"No último mês e meio mostrámos que estamos no rumo certo. A diferença para os primeiros, que era grande, é agora menor. Estamos mais perto e vamos esperar pelos momentos maus das outras equipas, pelos seus erros. E nós estaremos lá. Vamos dar-lhes luta, porque acho que a segunda metade desta temporada será decisiva e que nós teremos um papel importante nessa decisão. Queremos muito que isso aconteça."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.