Jonás Gutiérrez: «Sinto que fui descartado do Newcastle devido ao cancro»

Processou magpies por discriminação por deficiência

• Foto: Reuters

O futebolista argentino Jonás Gutiérrez, que processou o Newcastle por discriminação por deficiência, acusou esta terça-feira o clube inglês de o ter despedido devido ao cancro que teve nos testículos. "Fui notificado mesmo antes de iniciar o tratamento ao cancro. Foi um grande choque", contou o atual jogador do Deportivo, de Espanha.

O atleta de 32 anos lembrou que a sua surpresa pela saída foi ainda maior face ao papel que tinha na equipa: "Especialmente pelo facto de ter disputado 194 jogos pelo clube, no qual era um dos jogadores-chave. Sinto que fui descartado da equipa devido ao meu cancro."

O antigo internacional argentino chegou ao Newcastle em 2008 e, em outubro de 2013, foi submetido a uma operação para retirar um tumor do testículo esquerdo.

Segundo Jonás Gutiérrez, o treinador da altura, Alan Pardew, disse-lhe em dezembro que não competiria mais pela equipa, apesar de lhe restarem 19 meses de contrato.

O argentino contou ainda que o clube o impediu de atingir o limite de 80 jogos disputados entre 2011 e 2015, o que lhe renovaria automaticamente o contrato: aos 78 desafios, foi emprestado ao Norwich, em janeiro de 2014.

Segundo a imprensa britânica, o futebolista reclama uma indemnização de 2,5 milhões de euros.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas