José Mourinho lembra o seu Benfica-Sporting: «Pensavam que o campeão ia dominar o dérbi»

Técnico do Tottenham passou em revista grandes duelos da carreira e lembrou aquele de 2000

Domingo é dia de mais um dérbi na carreira de José Mourinho, com a receção ao arquirrival Arsenal, numa partida na qual pode jogar-se muito do futuro dos spurs nesta temporada na Premier League. De olho nessa partida, o técnico português concedeu uma entrevista à Sky Sports na qual lembrou a sua longa carreira de duelos grandes, sempre com a certeza de que, esteja onde estiver, será "sempre mais um" a dar tudo por esse clube.

"É sempre uma sensação diferente por ir de clube para clube, mas aprendo esse sentimento muito rapidamente. Arrisco dizer que o aprendo mal coloco o pé no novo clube. Por isso, sim, sou mais um deles. Neste caso, sou mais um do Tottenham. O que é importante para os fãs também o é para mim. Quando fui treinador do Inter sabia o que significava para eles. Quando fui treinador do Real Madrid sabia o que significava para eles. Sendo treinador do Tottenham sei o que significa par eles. Contam comigo para sentir o mesmo que eles, o mesmo desejo e a mesma paixão que eles têm. Quando treinas uma certa equipa, não pode ser apenas um trabalho para ti. Tens de ter uma sensação de dever e uma responsabilidade para com as pessoas que amam o teu clube. Para mim, o meu clube, a minha paixão e o meu amor são o clube onde estou. Neste momento, se me perguntares se sei o quão importante é para os adeptos do Tottenham derrotar os seus maiores rivais, claro que sei e claro que o partilho", começou por garantir o técnico português, que nessa mesma conversa lembrou o seu primeiro grande duelo, um dérbi entre Benfica e Sporting no qual espantou tudo e todos.

"Era um momento muito difícil para o Benfica e o Sporting era campeão. Quando fomos a jogo todo o país esperava que o campeão fosse dominar o dérbi, mas acabámos por ganhar. E ganhámos de uma forma fantástica", lembrou o Special One, referindo-se a um jogo que as águias ganharam por 3-0 em 2000.

Uma equipa à Mourinho

O Tottenham não passa o melhor momento e José Mourinho assume-o. Por isso, de olho na partida de domingo, o português pede apenas que os seus jogadores apresentem em campo uma coisa. "A minha mentalidade. Quero que a equipa seja um reflexo do treinador que eu sou. Quando isso acontece, é aí que sinto mesmo 'esta é a minha equipa'. Não é algo que surja num estalar de dedos. Há um processo, mas se tiveres a sensação de que é a tua equipa mesmo quando perdes - porque vais sempre perder - então tens de estar feliz", frisou.

Voltando à fase menos boa, o técnico, ainda assim, olha ao lado positivo. "Chegar a meio da temporada não é fácil. Ainda assim, acho que é bom em relação à próxima temporada, pois ajuda-te a prepará-la. Mas de momento a situação não muito fácil, especialmente para mim, que apenas a vivo pela segunda vez na carreira".

Refira-se que nesta partida os spurs terão pela frente um Arsenal que está uma posição acima e com mais 1 ponto (8.º contra 9.º, 50 e 49 pontos), num duelo que poderá colocar alguma das duas equipas (ou até ambas) fora da luta pela Liga Europa.

Por Fábio Lima
16
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.