Keane arrasa Mourinho e Klopp por causa da felicidade de ficar nos quatro primeiros

United e Liverpool deviam lutar pelo título mas estão remetidos a condição vergonhosa

• Foto: Reuters

A disputa do título da Premier League na temporada 2016/17 cedo se transformou numa 'corrida' com poucos participantes, tal o domínio do Chelsea, o qual só começou a ser colocado em causa depois de um par de maus resultados recentes que permitiram a aproximação do Tottenham.

Aos restantes, incluindo Manchester United e Liverpool restou-lhe a luta pela qualificação para a Liga dos Campeões. Para Roy Keane, os dois clubes com maior número de troféus conquistados no principal escalão inglês estão remetidos a uma condição vergonhosa.

"Quando vejo clubes como Liverpool e Manchester United dispostos a celebrar a possibilidade de ficar entre os quatro primeiros, fico todo arrepiado. É verdade, fico mesmo", disse o antigo médio dos red devils, que divide o seu tempo agora entre o comentário desportivo e o trabalho de treinador adjunto na seleção irlandesa, à margem de um evento contra o racismo no futebol.

"Acham que o Real Madrid e o Barcelona, ou qualquer grande clube, estaria a festejar isso? Deixem-se disso, acordem! Aqui trata-se de ganhar o título, de colocar as mãos no troféu", prosseguiu Keane na análise às equipas e aos discursos dos treinadores Jürgen Klopp (Liverpool) e José Mourinho (Manchester United), encerrando:

"As pessoas falam em ficar entre os quatro primeiros por causa da compensação financeira que representa e isso foi fantástico para clubes como o Leicester. Mas ver grandes clubes como são Manchester United, Liverpool, Chelsea e Arsenal, festejarem isso leva-me a dizer, 'tenham vergonha'."

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.