Manchester United ataca final da Taça

Van Gaal aposta tudo na conquista do troféu que o clube não ganha desde... 2004

Rooney está recuperado  e é uma das armas dos red devils
• Foto: Reuters

O mítico Estádio de Wembley começa a acolher as meias-finais da histórica Taça de Inglaterra, com o primeiro finalista a sair hoje do duelo entre Manchester United e Everton. Num confronto entre equipas que estão a desiludir a nível interno, red devils e toffees procuram salvar a temporada, com ambos os treinadores a jogarem muito do seu futuro nesta competição.

Louis van Gaal, que apesar de ter mais um ano de contrato continua a ter a sua posição sob ameaça em Old Trafford, deseja levar a 12ª Taça de Inglaterra para o museu do clube – igualará assim o recordista Arsenal – mas para isso tem de triunfar nas meias-finais, fase da prova em que foi eliminado nas duas últimas vezes que lá chegou: Everton (2009) e Manchester City (2011). "O clube não conquista este troféu desde 2004. É algo que queremos mudar. O United, pela sua história, não pode ficar tanto tempo sem vencer", atirou o treinador holandês, desvalorizando o facto de uma eventual eliminação ditar a sua sentença. "Não vejo as coisas dessa forma. Este momento é importante para o clube, não para mim. Eu sempre disse esta época que queria um título. Estou muito feliz por nesta altura estarmos a lutar por este", garantiu Van Gaal, de 64 anos, que só tem três lesionados no plantel: Schweinsteiger, Luke Shaw e Januzaj.

Everton afasta crise

De Liverpool viajarão milhares de adeptos do Everton, com o desejo de festejarem o acesso à 15ª final de uma prova que já conquistaram cinco vezes, a última em 1995. E apesar da goleada sofrida em Anfield, não falta confiança. "São provas diferentes. Todos os jogadores estão motivados. É sempre uma ocasião especial", disse Roberto Martínez, que ainda não sofreu golos esta época na Taça.

Quique Flores comanda sonho do Watford

A outra meia-final disputa-se amanhã, entre duas das surpresas da competição. Sem marcar presença numa final desde 1984, o Watford de Quique Flores procura fazer história e eliminar o Crystal Palace, depois de ter surpreendido o Arsenal na ronda anterior. "Será o jogo da temporada. Estou ansioso. O clube terá uma rara oportunidade de atingir a final da Taça de Inglaterra. Não queremos desperdiçá-la", comentou o treinador espanhol, de 51 anos – orientou o Benfica em 2008/09 –, que nas últimas semanas até tem sido apontado à saída: tem apenas três triunfos na liga em 2016. Já o Crystal Palace, orientado por Alan Pardew, não chega à final da Taça desde 1990. *

Por Diogo Jesus
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.