Marco Silva a trabalhar para o bronze

Watford sobe provisoriamente ao 3.º lugar na Premier se bater o Chelsea no sábado

• Foto: Reuters

Marco Silva anda a trabalhar para o bronze! Não está obviamente de papo para o ar num areal das Ilhas Fiji, mas a puxar pelo plantel do Watford no UCL Sports Grounds. Se conseguir derrotar amanhã o Chelsea em Londres ascende provisoriamente ao 3º lugar na Premier League, beneficiando do facto de o Tottenham só atuar no domingo. Será o tal bronze!

O duelo de Stamford Bridge é tudo menos fácil! O Watford não ganha naquele anfiteatro desde 1986... tinha Marco Silva 9 anos!!! O treinador português não costuma dar-se bem com o Chelsea, contabilizando por derrotas os três jogos realizados. Perdeu duas vezes quando dirigia o Sporting e uma ao serviço do Hull. Nas duas primeiras enfrentou José Mourinho e na outra Antonio Conte, o adversário de amanhã.

Cobiçado pelo Leicester

O jogo entre o quarto (Watford) e quinto (Chelsea) classificados constitui mais uma oportunidade para Marco Silva vincar a sua qualidade. Não é que o luso disso necessite, uma vez que já conquistou o respeito da esmagadora maioria dos ingleses. Tem sido, aliás, considerado uma boa hipótese para suceder a Craig Shakespeare no banco do Leicester, embora o principal favorito ao lugar seja Thomas Tuchel. Marco Silva não quer, no entanto, mudar de ares, mesmo que isso significasse um reencontro com Adrien Silva e Slimani, jogadores que orientou no Sporting em 2014/15.

Entre a calma e a... pistola

A cidade de Watford vive dias de euforia fruto do impressionante início de época da equipa, mas Marco Silva aconselha calma. "É uma sensação boa olhar para a tabela e ver que estamos em 4.º lugar. Mas é muito cedo! Sinto-me orgulhoso pelo que fizemos até aqui, mas se pretendemos continuar por este caminho precisamos de manter os pés no chão!", advoga o técnico.

Richarlison é o melhor marcador do Watford e tem uma visão muito particular sobre o jogo de amanhã. "Se estou com medo do Chelsea? Quando vivia no Brasil apontaram-me uma arma à cabeça por julgarem que era um traficante de droga e estava a tentar roubar a distribuição. Essa era a minha vida! Parece-me bem mais fácil defrontar o Chelsea...", refere o atacante.

Por Nuno Pombo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0