Médico alega que foi despedido pelo Watford por ser inglês... e não italiano

Richard Collinge processou clube de Giampaolo 'Gino' Pozzo

O antigo responsável pelo departamento médico do Watford, Richard Collinge, processou o clube alegando ter sido alvo de discriminação, de acordo com o jornal 'The Times'. O médico foi demitido a um mês do arranque da temporada 2016/17, com o italiano Walter Mazzarri no cargo de treinador.

No processo que interpôs, Collinge refere que foi afastado porque é inglês e não italiano, à semelhança de Mazzarri que troxu xe consigo para o clube seis outros elementos para a equipa técnica, todos compatriotas. "Não tenha nada a ver com esta decisão. Não a podia ter influenciado", esclareceu Mazzarri na altura.

O artigo revela que o Watford, detido desde 2012 pelo empresário italiano Giampaolo 'Gino' Pozzo, vai argumentar que a saída de Collinge se deveu a uma restruturação do departamento que passou desde então a ser gerido por um médico a tempo inteiro.

Collinge trabalhou como fisioterapeuta no Watford entre 2002 e 2011 e depois regressou em 2015 para chefiar o departamento médico, onde não esteve tempo suficiente para alegar despedimento sem justa causa. Assim, optou por alegar descriminação com base na nacionalidade. O caso começa a ser julgado em setembro no tribunal de Watford.

Mazzarri deixou o clube dos arredores de Londres no final de maio de 2017, tendo entrado o português Marco Silva, proveniente do Hull.

O Watford apresentou esta quinta-feira no seu site o novo diretor do seu departamento médico... o espanhol Emílio López-Vidriero.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas