Mulher violada em festa na casa de Mendy diz ter tido relações sexuais com Grealish na mesma noite

Prossegue o julgamento do internacional francês do Manchester City, acusado de violação e assédio

• Foto: EPA
O julgamento de Benjamin Mendy, jogador do Manchester City acusado de múltiplas violações, bem como do seu amigo Louis Saha Matturie, prossegue em Inglaterra, numa sessão onde uma das vítimas fez referência ao nome de Jack Grealish, avançado que os citizens contrataram na época passada ao Aston Villa por mais de 110 milhões de euros. Uma das mulheres diz ter tido relações sexuais com o internacional inglês.

O 'The Sun' avança que os jurados ouviram o depoimento prestado por uma mulher à polícia, que à data dos factos (agosto do ano passado) tinha 17 anos. Ela conta que foi violada duas vezes por Mendy em casa do jogador francês, ao passo outra, de 23, lhe contou que teve um relacionamento íntimo com Grealish, tendo também sido violada num carro pelo amigo de Mendy.

A então adolescente recordou que estava num bar e que foi conduzida juntamente com outras três raparigas por um amigo de Matturie até à casa de Mendy. À entrada tiveram de entregar os telemóveis.

"Já havia duas miúdas no sofá, elas estavam sentadas ao lado do Jack [Grealish]." Estariam também em casa de Mendy outros amigos dos dois futebolistas.

O amigo de Mendy conduziu uma das mulheres, de 23 anos anos, para fora da casa e levou-a a comprar álcool, porque Grealish estava "a exigir mais vodka". 

No caminho de regresso Matturie terá violado a mulher, segundo contou a jovem de 17 anos. "Perguntei-lhe o que tinha acontecido. Levei-a à casa de banho, ela estava perturbada, absolutamente histérica. Disse-me que tinha adormecido no carro e que acordou com ele em cima dela."

A jovem contou que não sabia o que fazer para ajudar, pois não tinha telemóvel para pedir ajuda.

Mais tarde, na sala, a adolescente contou que Mendy não tirava os olhos dela, antes de a conduzir a um escritório, com uma fechadura de segurança. Aí tê-la-á violado duas vezes. "Não falámos sobre sexo nem antes nem depois. Nada fazia prever que aquilo ia acontecer. Durante o ato ele disse-me 'isto não é o corpo de uma miúda de 17 anos. Quero-te o dia todo'." 

Segundo o 'The Sun', depois do sucedido ela foi procurar a outra mulher, que lhe disse que tinha acabado de ter uma relação sexual com Grealish. "Não sei se foi consensual ou não. Mas ela contou-me isso. Sei que foi depois do que me aconteceu, porque depois ela também foi para a cama com o Ben [Benjamin Mendy]. Ela foi levada para um quarto no piso superior." A jovem diz ter visto Jack Grealish 'apagar'.

A acusação refere que Mendy é um "predador", que tornava a perseguição de mulheres num jogo sexual. Matturie, o seu amigo, teria como missão encontrar-lhe as jovens.
 
Mendy nega as sete acusações de violação, uma de tentativa de violação e outra de assédio sexual lhe são imputadas por seis mulheres.

O amigo Matturie também nega as seis acusações de violação e três de assédio sexual por parte de sete jovens.

Ambos disseram que todas as relações foram consensuais.
Por Record
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas