O chefe quer mais Marco Silva mas dá recado: «Temos de subir na classificação»

Farhad Moshiri mantém a confiança no treinador português mas exige que o Everton suba na tabela classificativa

• Foto: Reuters

O maior acionista do Everton confessa-se desiludido com a carreira da equipa na Premier League [11º lugar a 17 pontos do acesso direto à Champions], mas mantém a confiança em Marco Silva. "Olho para a tabela e constato que o nosso percurso não é suficientemente bom. Temos de subir na classificação. Fizemos uma grande aposta em Marco Silva e iremos mantê-lo. Tem o nosso apoio incondicional. Marcel Brands [diretor de futebol] é um ótimo profissional e continuará a monitorizar o progresso da equipa", anota Farhad Moshiri, de 63 anos, procurando transmitir serenidade às tropas: "O nosso problema tem sido a falta de consistência. Já alcançámos exibições tremendas, necessitamos de repeti-las mais vezes na 2ª volta. Sabemos bem onde estamos, continuamos tranquilos."

A CEO pede troféus

Denise Barrett-Baxendale é a CEO do Everton e apresenta uma visão mais estrutural do problema, mostrando-se incomodada com o longuíssimo jejum do clube. O emblema de Liverpool não vence o campeonato desde 1986/87, não depositando qualquer troféu no museu desde 1994/95, época em que arrecadou a Taça de Inglaterra. Ora, Denise Barrett-Baxendale exige que o Everton vença pelo menos uma vez a Premier League nos próximos 10 anos. "Queremos que o clube lute pela Premier League e atinja o mais alto patamar nas competições da UEFA. Isso significa que não nos podemos contentar com a conquista de troféus menos relevantes a nível interno. Também queremos ser campeões", vinca a dirigente de um clube que investiu 390 M€ em reforços desde 2016.

Técnico aposta na formação

O português do Everton não pensa apenas no dia de amanhã. Daí não ser de estranhar que tenha aproveitado o duelo com o Lincoln (2-1), a contar para a Taça de Inglaterra, para lançar três jovens: Dominic Calvert-Lewin (21 anos), Ademola Lookman (21) e Jonjoe Kenny (21). "Esta situação faz parte do processo de crescimento da equipa e dos jogadores. Creio que o Everton tem todas as condições para que um jovem consiga desenvolver-se e crescer", sustenta Marco Silva.

Nikola Vlasic explosivo

Quem não perdoa Marco Silva por tê-lo ‘dispensado’ é Nikola Vlasic, que se encontra cedido ao CSKA Moscovo. "Muito honestamente, não acredito que vou voltar. O Everton gastou 100 milhões de euros em Richarlison, Mina e Digne. Mesmo assim continua na 11ª posição...", atira o médio-ofensivo croata.

Por Nuno Pombo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.