«O Tottenham parece um bando de meninos mimados»

Antigo jogador dos spurs, Jamie O'Hara aponta o dedos aos futebolistas do clube

• Foto: Reuters

Antigo jogador do Tottenham, um clube pelo qual atuou entre 2005 e 2011, Jamie O'Hara deixou esta quarta-feira duras críticas à postura de vários futebolistas dos spurs, referindo mesmo que na equipa titular apenas existem dois ou três jogadores acima da média. O resto, na sua opinião, são todos medianos. Por outro lado, O'Hara fala mesmo num plantel sem liderança.

"Parecem um bando de meninos mimados. Arranjem uns líderes e alguém com carácter no plantel e mostrem os vossos dedos, que isto é o Tottenham Football Club. Olhem para a equipa atual: Davies, médio; Alderweireld, médio; Dier, abaixo de médio; Doherty, acabado de contratar, nada mau; Hojbjerg, médio; Winks, bom; Alli, médio; Son, brilhante; Kane, brilhante; Lucas Moura, incerto", começou por analisar o antigo jogador, ao talkSPORT.

"Precisamos de defesas centrais com velocidade. Contratámos recentemente o Matt Doherty ao Wolves, um jogador que jogou durante anos como extremo. Ele não é lateral, é extremo! Por isso, se o vais colocar numa zona mais ofensiva, tens de ter dois centrais muito rápidos, bons no um contra um, porque vais acabar por ficar exposto. Tens de ter jogadores corajosos e pressionar alto. Se acabarem por ser batidos atuando assim, o culpado sou eu, se fosse o treinador. Mas garanto-vos que ao longo da temporada as ideias serão condensadas e passaremos a ganhar a bola em zonas mais avançadas e seremos capazes de dominar mais os jogos. De momento estão tão 'espremidos', é inacreditável! Neste momento qualquer equipa pode jogar contra eles", analisou.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.