Sheik dono do City já passou os 1.200 milhões em reforços

Este tornou-se no segundo defeso mais dispendioso do multimilionário árabe

• Foto: Reuters

Com a chegada de Stones ao Manchester City, o conhecido sheik Mansour bin Zayed Al Nahyan, que adquiriu o clube em 2008, já ultrapassou os 1.200 milhões de euros gastos em reforços, chegando agora aos 1.245, 495 euros. Além disso, este tornou-se no segundo defeso mais dispendioso do multimilionário árabe, só superado pelo do ano passado, em que o City desembolsou... 211,4 milhões de euros. Ao todo, os citizens já compraram 70 futebolistas desde o verão de 2008, tendo Sterling sido o mais caro, comprado no verão de 2015 ao Liverpool por 63 milhões.

Segundo a imprensa inglesa, o City procura ainda um guardião para fechar o plantel, após garantir Gündogan, Stones, Sané, Nolito, Zinchenko, Moreno e Gabriel Jesus – os últimos dois não integram já o plantel.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas