Terry cortou 522 mil euros/mês para continuar no Chelsea

Alto preço para jogar mais uma temporada

• Foto: Getty Images
A vontade de ficar mais uma temporada no ativo ao serviço do Chelsea, clube que representa desde os 14 anos, levou John Terry a aceitar uma brutal redução salarial, segundo noticia esta quinta-feira o jornal "The Sun".

O artigo do diário inglês, que merece chamada de primeira página, adianta que o defesa-central receberá menos 400 mil libras (mais de 522 mil euros) por mês face ao salário que auferia, que estava previsto no contrato de quatro anos, cuja duração ia até 30 de junho deste ano.

Terry, que entrou no Chelsea ao 14 anos, faz parte da primeira equipa do Chelsea desde julho de 1998, tendo feito a estreia a 28 de outibro desse ano, num jogo da Taça da Liga diante do Aston Villa.

O defesa-central de 35 anos assinou contrato por mais uma época com os blues na quarta-feira, terminando assim a especulação em relação à sua continuidade.

"Estou maravilhado por assinar um novo contrato com o clube. Todos sabem que sou Chelsea. Estou ansioso por uma nova época com um novo técnico e esperançoso que seja de sucesso", disse o futebolista, citado no site do clube londrino.
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas