Wenger comenta 'caso Rooney': «Nem todos fomos anjinhos aos 20 anos...»

Treinador do Arsenal assume que todos os grandes jogadores erram

• Foto: Reuters

A bebedeira de Rooney está a fazer correr muita tinta em Inglaterra (e não só!) e em vésperas do Manchester United-Arsenal, Arsène Wenger não teve como fugir do assunto. Questionado sobre que conselhos daria aos jovens jogadores para ocupar os tempos livres, o treinador dos gunners começou por dizer que "deviam seguir as instruções dos técnicos e treinadores" para logo depois sublinhar que toda a gente tem... um passado.

"Todos nós fomos jovens... Nem todos fomos anjinhos aos 20 ou aos 21 anos mas, acima de tudo, acho que faz parte da juventude cometer erros e depois analisá-los bem. Todos os jogadores que constroem grandes carreiras têm essa qualidade, um bom discernimento. Todos cometem erros, mas depois avaliam bem a situação e conduzem-na para um caminho positivo", afirmou Wenger na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de Old Trafford, agendado para sábado.

Recorde-se que Wayne Rooney já pediu desculpa pelo comportamento "inapropriado" durante a concentração da equipa entre os jogos contra Escócia e Espanha. O avançado dos red devils "pediu desculpa sem reservas", enquanto a Federação Inglesa garante estar "a reavaliar a política sobre o tempo livre dos atletas enquanto estão ao serviço da seleção".

Por Sofia Lobato
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.