Carragher e a "arrogância" de Ronaldo: «Man. United devia facilitar-lhe a saída a custo zero»

Antigo defesa do Liverpool acredita que regresso do português a Old Trafford foi "um erro de cálculo"

• Foto: DR
Jamie Carragher defende que o Manchester United devia deixar Cristiano Ronaldo sair a custo zero, "para bem do clube".

"Inaceitável é ser brando acerca do comportamento arrogante de Ronaldo. Ten Hag devia ir mais além e dizer à direção para facilitar a saída de Ronaldo a custo zero para bem do Manchester United. Se isto for o que ele quer, não será um sinal de fraqueza", começou por escrever na sua coluna de opinião no 'The Telegraph'.

O antigo defesa inglês garantiu que o comportamento do internacional português tem deixado danos nos red devils. "Ten Hag pode enviar uma mensagem para o resto da equipa, pode dizer que não vai tolerar tal falta de disciplina. Manter Ronaldo vai prolongar o problema e esta 'novela'. Desde que regressou, Ronaldo tem sido tratado e tem agido como se fosse mais importante e maior que o treinador e que o próprio clube. E cá estamos, no começo de uma nova temporada em que todos os caminhos vão dar a Ronaldo", referiu.

E prosseguiu, garantindo que o futuro do avançado não é responsabilidade do treinador holandês: "Nada disto é culpa de Ten Hag, claro. Chegou ao Man. United numa situação extremamente difícil e recebeu este presente. A presença de Ronaldo é o legado de um erro de cálculo do Man. United, de quando o trouxeram há 12 meses. À data, disse o que achava. Desde aí, tudo se tem vindo a confirmar. Precisava mesmo de ter feito uma publicação no Instagram logo após a derrota na pré-temporada com o Atlético Madrid? A frase 'trabalho em curso' parece ter sido planeada. Ronaldo é um fenómeno, mas o tempo é um adversário que no futebol é imbatível", rematou.
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Man. United

Notícias

Notícias Mais Vistas