A fórmula do Newcastle para 'escapar' às regras do Fair Play Financeiro

Ausência das provas da UEFA dá uma ajuda e o clube pode investir largos milhões nos próximos três anos

• Foto: Reuters

Com a entrada dos milhões árabes no seu capital, o Newcastle tornou-se numa espécie de clube da moda, de quem se espera um investimento colossal. E a verdade é que até os regulamentos dão um empurrão para que os magpies apostem forte nos próximos defesos, sem que para isso coloquem em risco a sua condição financeira ao abrigo do Fair Play Financeiro. Tudo porque o clube não está nas competições europeias de momento e apenas terá de cumprir (pelo menos por agora) as regras da Premier League, que no caso são bastante mais 'simpáticas' do que as da UEFA.

Segundo as contas vindas de Inglaterra, feitas pelo especialista em finanças do futebol Kieran Maguire, o Newcastle poderá ter nos próximos três anos um resultado negativo acima dos 230 milhões de euros - todo direcionado para compras de jogadores -, sem que para tal viole as regras impostas pelo campeonato.

Tudo porque as regras da Premier League permitem aos clubes acumular ao longo de um período de três anos perdas na ordem dos 100 milhões de euros, uma verba à qual o Newcastle irá adicionar outros 100 milhões, muito por conta da forma como o anterior dono (Mike Ashley) geriu o clube. Tudo porque nos últimos três anos, mesmo que bastante contestado pelos adeptos pela sua gestão, acumulou um resultado positivo que dá agora capacidade financeira para investir mais do que seria expectável. Por outro lado, com a entrada de tantos milhões vindos da Arábia, espera-se igualmente um aumento brutal a nível de mediatismo, o que fará naturalmente crescerem os acordos publicitários e também de vendas de camisolas.

O cenário muda com a entrada nas provas da UEFA

Com a chegada dos investidores sauditas a expectativa será pela entrada nas provas da UEFA, nomeadamente na Liga dos Campeões, algo que a suceder obrigará o clube de St. James' Park a aumentar um pouco o controlo financeiro - basicamente não podem ter um balanço a três anos negativo. Mas apenas após esse apuramento suceder. Até lá, o Newcastle terá apenas de cumprir as regras referidas acima, que permitirão já um investimento forte nos próximos defesos...

Por Fábio Lima
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Newcastle

Notícias

Notícias Mais Vistas