Príncipe saudita pressionou Boris Johnson a intervir na compra do Newcastle

Mohammed bin Salman teve reunião com o primeiro-ministro britânico, pedindo-lhe para "corrigir e reconsiderar" uma decisão "errada" da Premier League

Boris Johnson - Mohammed bin Salman
Boris Johnson - Mohammed bin Salman

Quando a Premier League, a principal liga inglesa de futebol, decidiu bloquear a compra do Newcastle por parte de um consórcio da Arábia Saudita, o PCP Capital Partners, em junho, do ano passado, o príncipe herdeiro do país, Mohammed bin Salman, tentou reverter a decisão pelas suas próprias mãos.

Segundo o Daily Mail, o príncipe saudita teve uma reunião extraordinária com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, a 27 de junho do ano passado, pedindo-lhe para "corrigir e reconsiderar" uma decisão "errada" da Premier League e avisando que as relações entre Arábia Saudita e britânicos ficariam em mau estado a não ser que a compra de 300 milhões de libras (345 milhões de euros) do clube fosse aprovada.

"Esperamos que a Premier Legue reconsidere e corrija a sua conclusão errada", foi a mensagem de bin Salman para Boris, segundo o jornal britânico.

O chefe de Governo do Reino Unido, que garantiu no início das negociações que não iria interferir e o problema era da Premier League, terá cedido ao pedido pessoal de Mohammed bin Salman, mas a proposta acabou por cair, em julho, depois do grupo ter rejeitado a oferta da Premier League de um concurso independente para decidir quem seria o dono do clube.

O consórcio, que incluía o fundo soberano da Arábia Saudita (PIF), a PCP Capital Partners e a Reuben Brothers, disse no ano passado que já não tinha interesse no negócio, consistentemente adiado pelos proprietários e diretores da Premier League, culpando a duração da avaliação do clube pela retirada do negócio.

Mas, antes disso, Boris Johnson fez um pedido ao seu assessor e especialista no Médio Oriente, Lord Eddie Lister, para que este levasse em consideração a reclamação do príncipe saudita.

À Reuters, fonte do governo britânico rejeitou envolvimento no negócio da aquisição saudita do Newcastle: "Embora recebamos bem o investimento estrangeiro, este foi um assunto comercial para as partes envolvidas e o governo não esteve envolvido em nenhum momento nas negociações de aquisição do Newcastle United."

Por Sábado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Newcastle

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.