Antonio Cassano quis por fim à carreira, mas arrependeu-se

Convocou um conferência de despedida e anunciou que irá continuar no Hellas Verona

• Foto: EPA

Antonio Cassano não conhecido por ser um jogador... convencional. São diversos os episódios, ao longo de uma carreira recheada de êxitos e de insucessos, que tornam o antigo internacional italiano numa espécie de 'enfant terrible' do desporto-rei transalpino.

Mas, mesmo tendo em conta a inúmeras diatribes que marcaram a carreira do avançado, de 35 anos, poucos estariam à espera daquilo que se passou esta terça-feira, no estágio do Hellas Verona, clube pelo qual Cassano assinara há pouco mais de uma semana.

Os jornalistas foram convocados para uma conferência de imprensa, na qual o dianteiro italiano iria anunciar a decisão de deixar o clube e colocar um ponto final numa carreira em que conquistou uma Serie A, uma Liga espanhola e duas supertaças italiana. As primeiras palavras de Cassano deixaram, todavia, atónitos os jornalistas.

Antonio Cassano arrepende-se de terminar a carreira
"Queria comunicar-vos a minha não-decisão. Esta manhã foi muito difícil. Estava cansado, tive uma reunião com o diretor - Filippo Fusco, sentado ao seu lado - e disse-lhe que queria fazer uma pausa. A minha escolha é continuar a jogar, tive um momento de fraqueza. Muitas vezes penso com o intestino, desta vez decidi com a cabeça. Graças à minha esposa, ao diretor e ao treinador Fabio Pecchia", atirou Antonio Cassano, sem pauso, perante o ar surpreso de quem assistia à conferência de imprensa.

"Quero ganhar esta aposta. Esta manhã, o meu intestino estava errado, como noutras ocasiões. Quero prosseguir este desafio e tenho certeza que vou ganhá-lo", prometeu o futebolista do Hellas Verona, agradecendo ao presidente Maurizio Setti, ao diretor Fillipo Fusco e ao treinador Fabio Pecchia, por terem possibilitado o reecontro com a sua família na segunda-feira.

Aliás, as saudades da família eram o principal motivo para a decisão que estava prestes a tomar perante o mundo.

"A decisão que tomei com o intestino foi uma coisa louca. Quero ter uma ótima temporada com esta equipa. Passei um ano e meio em casa e a readaptação aos treinos de pré-temporada, sem minha família, fez-me querer voltar para eles. Ao trazer a minha família para estágio, a direção fez um milagre - eu quero voltar ao campo", confessou Cassano, garantindo ter retirado deste episódio uma motivação suplementar.

"A minha mulher está entusiasmada, mal pode esperar para ver-me jogar. Todos estamos entusiasmados - é uma coisa bonita que me dará ainda mais força", concluiu o antigo avançado da seleção italiana.

Por João Lopes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas