Berlusconi impõe regras no Monza: jogadores italianos, sem barba e... com muito estilo

Novo dono quer um clube... perfeito

Silvio Berlusconi surpreendeu ao avançar para a aquisição do Monza, mas as surpresas não param aí. Esta sexta-feira, em entrevista à agência noticiosa ANSA, o antigo primeiro ministro italiano revelou ainda que a equipa será totalmente composta por jogadores italianos e... com pinta de modelo.

"O Monza será uma equipa muito jovem, composta apenas por jogadores italianos, com cabelo bem arranjado, sem barba e sem tatuagens. Além disso, não poderão utilizar brincos. Serão exemplo pela sua personalidade, pois pedirão desculpa se fizerem faltas, tratarão o árbitro como cavalheiros e irão cumprimentar os adversários no final dos jogos", considerou o polémico dirigente, que quer também impor regras no que aos autógrafos diz respeito.

"Não serão apenas um esboço. Os atletas precisarão de escrever o seu primeiro e último nome. Também sairão por aí vestidos de forma sóbria. Em suma, serão diferentes no futebol atual", explicou Berlusconi, que com o anúncio feito 'destruiu' o primeiro grande sonho dos adeptos, que já viam Kaká a atuar pela sua equipa.

Por Fábio Lima
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.