Buffon rejeita braçadeira de capitão no regresso à Juventus e explica novo número

Veterano guardião optou pelo número 77 em vez do 1

De regresso à Juventus depois de uma temporada no Paris SG, Gianluigi Buffon teve a possibilidade de recuperar os 'estatutos' que perdera aquando da saída rumo a França, nomeadamente a braçadeira de capitão e o número 1, mas optou por recusar as 'ofertas' dos seus colegas de equipa, optando por ser um jogador normal com a camisola 77.

"O Szczesny quis devolver-me o número 1 e o Chiellini a braçadeira de capitão. Ainda assim, não estou aqui para tirar nada de ninguém. Estou aqui para dar. Vou orgulhar-me de ter um capitão como o Giorgio, que é como um irmão. Quanto à camisola 77, é a que usava no Parma no ano anterior à saída para a Juventus", explicou o veterano guardião, de 41 anos.

Uma idade que pode dar toda a experiência do Mundo a Buffon, mas que não lhe tira o entusiasmo deste passo dado. "Estou feliz e empolgado, apesar dos quase 42 anos. Esta foi a melhor escolha, porque estava à procura de emoções fortes. A Juve é a minha casa e, se estou aqui, tenho que o agradecer a todos. A escolha pode parecer pouco inclinada para o que sou, mas a motivação é o que eu disse há um mês: jogar mais um ano em busca de emoções fortes".

Por Fábio Lima
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas