Capello demolidor: «Cristiano Ronaldo não dribla um adversário há três anos»

Treinador italiano diz ainda que o português "faltou ao respeito aos companheiros" por não se sentar no banco após ser substituído

Fabio Capello criticou a atitude de Cristiano Ronaldo, que aparentemente não gostou de ser substituído no jogo de domingo, com o Milan. Em declarações à televisão Sky, o antigo treinador da Juventus considerou que Maurizio Sarri fez bem em tirar o português do campo, acrescentando que Ronaldo faltou ao respeito aos seus companheiros.

"É um grande campeão, isso é indiscutível", começou por dizer o técnico. "Mas neste momento ele não está bem e foi correto retirá-lo do campo. Se Sarri foi corajoso? É preciso personalidade para fazer essa mudança e no final ele ganhou o jogo."

Depois, criticou a atitude do português, que terá abandonado o estádio antes do final da partida. "O facto de ele não se sentar no banco e de ter respondido mal ao Sarri não é bonito. É preciso ser-se um campeão até mesmo quando se é substituído e não apenas quando as coisas correm bem. Ele não está bem e o Dybala está em grande forma. A verdade é que o Ronaldo não dribla um adversário há três anos. Lembro-me quando ele passava pelos jogadores e os deixava lá, 'plantados'. Isso já não acontece, quem o faz agora é o Dybala e o Douglas Costa."

A finalizar, explicou o que teria dito ao português se fosse Maurizio Sarri. "Ter-lhe-ia dito que ele tem de respeitar os companheiros. E ter-lhe-ia dito que se ele saiu foi porque eu estava a tentar ganhar o jogo."

Recorde-se que Cristiano Ronaldo tinha sido também substituído na partida anterior, com o Lokomotiv Moscovo, na Liga dos Campeõs, tendo reagido de forma semelhante.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.